Amigos,

“Por uma Igreja +” participamos neste I Congresso Diocesano de Juventude e, juntos, vivemos dias intensos de comunhão, unidade, alegria, sonhos e esperanças tendo sempre presente a certeza de que Jesus é o verdadeiro + das nossas vidas e do nosso ser jovem.

Obrigado por terdes dispensado estes dias das vossas vidas e por terem feito deste Congresso um grande e feliz encontro de juventude da nossa Diocese: sem vós nada teria acontecido! Sem vós este Congresso não seria aquilo que foi!

Muito obrigado pelo que sois! Pela vossa juventude! Pelo vosso testemunho!

Estamos gratos a todos e a cada um de vós por quanto destes de vós mesmos, pelo empenho, contributo e desafios lançados para que a nossa Igreja seja cada vez mais a Igreja que Jesus sonhou para nós: próxima, aberta, atenta e disponível, que acolhe e faz caminho com todos.

Esta foi e é a nossa hora! Este é o nosso tempo e a nossa oportunidade.

O Papa Francisco lançou o desafio e nós acolhemo-lo com alegria e entusiasmo.

Viemos ao Congresso! Vivemos o Congresso! E agora?

Agora é a hora de nos “Comprometermos em Igreja”; de partirmos para a acção e levarmos para o dia-a-dia das nossas famílias, dos nossos Grupos, das nossas Comunidades, dos nossos ambientes e dos nossos amigos tudo quanto experimentamos de bom e de belo neste nosso Congresso.

Tantas vezes cantamos que “a vida não vai parar, vai como o vento, tens tudo a dar: não percas tempo”. É isso mesmo: a “vida não vai parar” e “tens tudo a dar”. A hora é de dar: de dar um rosto novo à nossa Igreja, às nossas Comunidades, àquilo que fazemos e vivemos; de colocar ao serviço da Igreja as nossas capacidades e energias; de dar o que de bom e belo Jesus nos ofereceu como dom, e porque é dom, é para ser partilhado: a Igreja constrói-se contigo! Tu fazes a Igreja! Tu és Igreja! E se fores +, + Ela será!

Dissemos muitas coisas; fizemos muitos pedidos e propostas! Temos o direito de “exigir”, mas temos o dever de corresponder às exigências feitas: temos de ser coerentes!

Este Congresso quis ser, e foi, um ponto de partida para mais e melhor Igreja, mais e melhor Pastoral Juvenil, mas isso só é possível com todos e cada um de vós, com a vossa generosidade, ousadia, envolvimento e compromisso! Somos esperança!

Valeu a pena! Vai valer a pena o caminho que agora iniciámos!

“Por uma Igreja +” vamos ser +!

Contamos com todos e com cada um de vós! Juntos somos +

Imploramos as bênçãos de Deus para vós, pedindo que o Espírito Santo a todos nos inspire e nos ilumine no caminho que agora, juntos, iniciámos!

 

Deus vos abençoe!

 

Serviço Diocesano de Apoio à Pastoral Juvenil

Diocese de Angra/Açores

 

     COMUNICADO FINAL      

 

Com alegria, entusiasmo, sentido de Igreja e em comunhão, imbuídos pelo espírito do Sínodo dos Bispos sobre os Jovens, reunimo-nos em São Miguel, de 28 de junho a 1 de julho de 2018, como jovens da Diocese de Angra naquele que foi o seu I Congresso Diocesano de Juventude.

“Por uma Igreja +”, foi o desafio lançado para a vivência e reflexão deste Congresso que pretendeu escutar-nos, pensar connosco, para nos levar a um compromisso em Igreja.

Juntos, vivemos este I Congresso Diocesano de Juventude como um encontro feliz de jovens de toda a Diocese onde pudemos partilhar ideias, alegria, sonhos e projectos e fazer a experiência da unidade da nossa Igreja.

 A nossa reflexão destacou como prioridades e focos de especial atenção: a Família, a Espiritualidade, Grupo de Jovens, Redes Sociais e a Escola.

À família pedimos:

1.    Maior acompanhamento no nosso percurso humano e espiritual;

2.    Momentos de reflexão em família, com a família e para a família;

3.    Participação na Eucaristia.

À Igreja:

1.    Mentalidade mais aberta

2.    Liberdade e criatividade de participação

3.    Compreensão das realidades juvenis

4.    Maior investimento nos Grupos de Jovens

5.    Espiritualidade

6.    Proximidade

7.    Aplicação das siglas “PPP” – Participação – Protagonismo – Paciência e “PDA” – Proximidade – Diálogo – Acção.

Aos Padres:

1.    Maior envolvimento, proximidade e presença;

2.    Maior disponibilidade, abertura e acolhimento sem julgamento.

 

Assim, propomos

 

À DIOCESE

 

a)    Maior representatividade e responsabilização dos jovens nas diversas instâncias da Diocese;

b)    Encontros Diocesanos Regulares;

c)    Festivais de música/artes;

d)    Formação de lidares e animadores de Pastoral Juvenil;

e)    Aposta no desporto, cultura, artes e natureza;

f)     Apostar e preparar agentes para um acompanhamento afectivo e efectivo aos jovens (padres, religiosos e leigos, com espaços e horas).

 

ÀS OUVIDORIAS

 

a)    Criação do “Dia C” (Dia de “Cristo” - levar Jesus à rua);

b)    Retiros e eventos de espiritualidade;

c)    Intercâmbios entre Grupos de Jovens;

d)    Peregrinações;

e)    Maior representatividade e responsabilização dos jovens nas diversas instâncias das Ouvidorias.

 

ÀS PARÓQUIAS

 

a)    Dar mais protagonismo aos Jovens;

b)    Promoção do Voluntariado;

c)    Celebrações mais dinâmicas;

d)    Maior representatividade e responsabilização dos jovens nas diversas instâncias das Paróquias;

e)    Promover encontros intergeracionais.

 

Da análise das propostas apresentadas, provenientes tanto da fase do “escutar os jovens” (Questionário) como na do “pensar com os jovens” (reflexões do Congresso), emergiram dimensões centrais que nos permitem concluir que para termos uma melhor Pastoral Juvenil na nossa Diocese a IGREJA deverá SER +: Aberta; Acolhedora; Ajustada aos jovens; Cativante; Inclusiva; Ouvinte; Próxima e disponível.

Saudamos com alegria toda a nossa Igreja Diocesana, à qual confiamos estes nossos desafios e sonhos: juntos queremos ser +.

Abraçamos com ternura todos os jovens açorianos, em particular os jovens que buscam o sentido da vida, aqueles que vivem qualquer tipo de exclusão e sofrimento ou que por qualquer motivo se ausentaram da Comunidade, a quem dirigimos uma mensagem de confiança e esperança, contando com todos para, juntos, fazermos desta nossa Igreja uma Igreja mais activa, mais alegre, mais jovem e aberta à missão: uma Igreja + é aquela onde todos são importantes e necessários, e onde os carismas se convertem em serviço.

Tal como o Pe. Nuno Fidalgo, cuja Ordenação Sacerdotal ocorreu em pleno Congresso, sentimos a interpelação a uma vida de entrega, através de um “Sim” generoso que nos coloque disponíveis a Jesus e à Sua Igreja.

Em comunhão com o nosso Pastor, Dom João, confiamos o nosso ser jovem e Igreja à intercessão de Maria, Mãe e Rainha dos Açores, Mãe dos Jovens, e à inspiração do Espírito Santo de Deus.

 

Ponta Delgada, 01 de julho de 2018

 

Diretor Nacional da Pastoral Juvenil pede aos jovens para falarem sobre a Igreja

www.igrejaacores.pt/diretor-nacional-da-pastoral-juvenil-pede-aos-jovens-para-falarem-sobre-a-igreja/

BEM-VINDO

É com muita alegria que o Serviço Diocesano de Apoio à Pastoral Juvenil da Diocese de Angra/Açores, te acolhe neste seu sítio da internet.

Acolhemos-te de braços abertos!

Queremos, e desejamos, que te sintas em casa e que aqui possas encontrar algo de útil e necessário.

Queremos oferecer-te, neste nosso sítio, não apenas um conjunto de informações mas também espaços e oportunidades de reflexão e meditação.

Abrimos os nossos braços e te abraçamos!

Sê bem-vindo!

Semanalmente a Pastoral Juvenil está presente no Jornal "Diário dos Açores" através do Suplemento "Afetos".
Um Suplemento de Jovens e para Jovens!
Poderás encontrar cada edição aqui na nossa Página no MENU "Suplemento "Afetos".

AO RITMO DA PALAVRA

No nosso "menu", no link "Ao Ritmo da Palavra", podes encontrar as Leituras de cada Domingo, acompanhadas com alguns comentários.
"A Tua Palavra, Senhor, é farol para os meus passos".

Contacte-nos