CENTRO PASTORAL DE SÃO MIGUEL

22-04-2015 21:06

Bispo de Angra inaugura Centro Pastoral Pio XII. 15 anos depois da venda do seminário do Santo Cristo, São Miguel passa a ter um centro pastoral de ilha

 

Foi com sentido de dever cumprido que o Bispo de Angra inaugurou esta quarta feira o novo Centro Pastoral Pio XII, em Ponta Delgada, “um momento histórico”,  elogiando a “preserverança dos padres e dos serviços de São Miguel” que apesar “de várias peripécias”  nunca desistiram de lutar para terem um centro pastoral.

“Posso partir em paz e contente”, disse D. António de Sousa Braga, visivelmente emocionado, quando procedeu à benção das novas instalações do Centro Pastoral.

“Quero agradecer a todos os que contribuiram com a sua preserverança” para que esta obra chegasse a bom porto e, sobretudo “o apoio determinante do ecónomo da diocese”, Cónego Adriano Borges, “cuja coragem e empenhamento foram decisivos para termos este espaço”, disse o prelado agradecendo igualmente ao Arquiteto Gomes de Menezes que ofereceu o projecto, bem como a todos os que trabalharam na obra.

Referindo-se a este dia como “histórico” por ser a concretização de um sonho acalentado ao longo de 15 anos, altura em que foi vendido o Seminário Menor do Santo Cristo e a diocese se comprometeu a fazer um centro pastoral na ilha, o Bispo de Angra ressalvou também o facto de, pela primeira vez, o Conselho Presbiteral estar a decorrer em São Miguel, justamente neste espaço.

“É uma nova página que se abre na pastoral em São Miguel”, por isso, refere D. António de Sousa Braga, “há agora condições físicas para também fazer diferente”.

Durante a Eucartistia que precedeu esta inauguração, o prelado diocesano sublinhou a necessidade do clero apostar cada vez mais “numa pastoral de proximidade”.

“Não basta pregar ou dizer;  é preciso ir ao encontro e ser capaz de acolher. Este é o verdadeiro sentido da misericórdia a que o Pai nos convoca através do seu filho”, disse ainda o responsável pela igreja nos Açores.

Também o Vigário Episcopal para São Miguel, em declarações ao Sítio Igreja Açores lembrou a importância deste centro.

“Trata-se de uma oportunidade de dar uma vida nova à pastoral desta ilha cumprindo no fundo também um desejo de quem criou este espaço e foi tão generoso na sua entrega à diocese, o Pe Raúl”, afirmou o Pe Cipriano Pacheco.

As obras de reconstrução, ampliação e modernização do edificio, num investimento global superior a um milhão de euros, duraram sensivelmente um ano.

O Centro Pastoral Pio XII fica agora apetrechado com três “modulos”, todos ligados interiormente, tendo sido construídos dois de raíz. Um deles está reservado ao auditório, com capacidade para 180 pessoas (podendo ainda ser ampliada esta capacidade), e apetrechado com meios audiovisuais adequados e o outro, tem 19 quartos duplos, com casa de banho e acesso para pessoas portadoras de deficiência, bem como a recepção. Os quartos estão ornamentados com um painel em vinil feito a partir de fotografias cedidas pelo fotógrafo Rui Caria e complementadas com frases biblicas.

O edificio antigo sofreu obras de modernização e remodelação, embora mantenha a estrutura inicial, dispondo de seis quartos duplos e duas suites, uma cozinha, uma sala de reuniões e uma capela remodeladas e com ligação interior ao edifício novo.

A obra, projetada pelo arquiteto Gomes de Meneses e executada pela empresa de construção civil Albano Vieira, da Ribeira Grande, permitiu também a  construção de um parque de estacionamento iluminado, com capacidade para 100 viaturas bem como espaços ajardinados.

As obras, foram acompanhadas diretamente pelo ecónomo da diocese de Angra, e representam a “concretização de uma promessa que já leva 15 anos”.

Esta casa fica especialmente dotada de condições para a realização de retiros e outros eventos da ilha e diocesanos que venham a ser projetados.

Os serviços diocesanos que estavam aqui sediados ficarão, por sua vez, concentrados nas instalações do Santuário do Senhor Santo Cristo, conforme acordado entre o Bispo de Angra e o reitor de Santuário, que tem previsto, também, um plano de intervenção no Convento da Esperança com vista à adequação do espaço a esta nova valência.

Na cerimónia de inauguração do novo Centro Pastoral de São Miguel estiveram presentes a Secretária Regional da Presidência, o Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, vários leigos e praticamente todo o clero da ilha de São Miguel, bem como os sacerdotes membros do Conselho Presbiteral que está a decorrer nestas instalações desde segunda feira.

igrejaacores.pt