MOVIMENTO CATÓLICO DE ESTUDANTES

MOVIMENTO CATÓLICO DE ESTUDANTES

É um Movimento como espaço aberto de procura, confronto e debate, que tenta potenciar um Cristianismo de vivência prática - ajuda a assumir o compromisso com a realidade, como espressão da Fé cristã.

É para estudantes do ensino superior e dos ensinos básico e secundário, que se interrogam sobre o sentido do estudo que fazem, da participação na escola e no mundo, e da cultura do povo a que pertencem.

Identifica-se como Movimento Fronteira - que leva ao interior da Igreja as preocupações e interpelações resultantes da presença no meio estudantil, e a este, as exigências de justiça, de solidariedade e de esperança, que nos animam como Movimento cristão.

Assume-se como Movimento evangelizador - evangelizam e são evangelizados. Ao jeito de Jesus Cristo, os jovens assumem a evangelização como atitude de vida e o compromisso na luta pela justiça e pela liberdade. Querem ser radicalmente parciais e optar por uma vida onde os direitos de todos sejam realmente promovidos.

Reúnem-se semanalmente em equipas de base, partindo de pequenos acontecimentos do dia-a-dia, confrontando--se com a Boa Nova de Jesus Cristo e tentando, a partir daí, transformar a sua vida e ter uma acção mais viva no meio; a isto chamamos Revisão de Vida. A Fé cristã, a partir deste método, desempenha um papel de instância crítica da realidade e de inspiração para a Acção.

Participa como membro activo em Movimentos internacionais de estudantes católicos (JECI-MIEC) e no Conselho Consultivo da Juventude. Partilham-se, assim, as dificuldades e as riquezas dos estudantes nos mais variados contextos culturais e políticos. Nasceu da fusão da JEC (Juventude Escolar Católica) e da JUC (Juventude Universitária Católica), ocorrida em 1980